acsm

Amo a minha Petrópolis

Áudios

Dueto - MInha para Sempre/Sua para Sempre
Data: 11/08/2010
Créditos:
Textos: Carlos Marques e Grace Fares
Voz de Apresentação: Ana Lúcia(Roadrunner)
Voz da Interpretação Masculina: Odair Silveira
Voz da interpretação Feminina: Wanda Rabello
Trilha Sonora: Gun's Rose
Edição de Som: Wanda Rabello
Direção Artística: Odair Silveira
Agradecimentos aos amigos Odair Silveira,Wanda Rabello e Ana Lúcia(Roadrunner) por este maravilhoso projeto.
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Minha Para Sempre/Sua para sempre (poesias livres)








Minha para sempre


Lembro daquele dia  chuvoso  de manhã fria e cinzenta.
E de tudo que eu queria te dizer;
Palavras sem nexo ditas  sem pensar;
No infeliz momento que me  mandou pra longe.

Você  parada chorando sem dizer nada.
E eu confuso sem saber o que fazer.
Mas com certeza eu não quero deixar você.
Não quero te perder.
Não quero ficar longe de você.


Eu tenho certeza que amo estou sendo franco
Acredite na minha franqueza e no meu amor.
Fomos unidos pelo poder do amor;
A graça do meu amor por você.

Lembro a estrada não tinha fim
Não conseguia retornar.
Encontrava-me perdido.

Você cada vez mais distante.

Como um tesouro  perdido
Mas você estava lá me esperando

Eu consegui chegar aqui
E nunca mais vou ficar longe
Eu vim aqui para te amar
Havia uma fraqueza em minha fé
Mas o poder do amor me deu força
A graça do amor me deu você

Aquele foi um momento ruim na nossa vida
Que nunca mais esqueceremos
Mas que vamos deixar para trás
Pois quando tivermos dúvidas
Vamos nos lembrar do que passamos

Te juro amor nunca mais  ficar longe de você
Eu não vim para te fazer juras, mas pra te amar
Não existe mais fraqueza na minha fé  
Cheguei até aqui pelo poder do amor
A força do amor me trouxe até você
A graça do amor me deu você pra sempre.



                               Carlos Marques



Sua Para Sempre


Manhã cinzenta e fria...
Ventos gélidos provocados por desinteligências.
Atos, gestos e palavras confusas atribuídas por silêncio desnecessário.

Pensas que foi agradável mandar-te embora da minha vida?
Pensas que não senti dor ao ver-te partir?
E eu ali parada naquele lugar totalmente perdida e apática,
ao ver-te distanciar-te de mim?
Saindo da minha vida?

A diferença da vida sem ti foi um vazio profundo.
Foi o medo de perder-me na escuridão do mundo;
Foi morrer vivendo com tua imagem em minha mente.
Foi uma dor que abraçou-me loucamente, sem ter cura.

Foi como um céu constantemente sem estrelas;
Foi a lua sem brilho;
Uma canção sem notas musicais;
Um poema sem letras;

Foi como uma carícia sem o toque;
Como um beijo sem paixão;
Foi como um entardecer sem sol.
Um planeta deserto, sem vida

Caminhei sem destino, dei passos incertos,
Porque meu andar mais feliz foi ao seu lado.
Cai em um abismo.
Acredito no seu amor neste momento;

Não vivo mais sem ti.
Quero você sempre do meu lado, a cerca de mim.
Com o sol que clareia meus dias;
E o bálsamo que refresca minha alma.

Seu amor é a minha paz.
E assim caminharemos na certeza da força deste amor.
Sou tua para sempre.

         Grace Fares
Enviado por acsm em 12/07/2010

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras